A visão do mundo

A visão do mundo,
opaca desilusão,
humilde fantasia
feita mordomia,
pelos cantos opostos.
Contrários ao viver,
submissos ao sentir,
próximos do morrer.
Novos horizontes,
fantástica miopia.
Humanos seres,
são aqueles
que estendem
a
mão.

18.01.1982