A Mágoa






















Laerço dos Santos

Sentimento profundo e amargoso
Experiência que no peito encrava
Afetando o pobre coração.

Geme o peito com dor de uma paixão
Por alguém que muito o amargurava...
Sofrido por tão terrível traição.

Imerso a nadar em próprias lágrimas
Sucumbindo na cama em seu lençol
Na frieza do medo, a ver fantasmas;
É triste viver em plena dependência
De alguém à o amargurar a luz do sol
Em paixão se definha sua alma!

Deve-se partilhar com complacência
Ao maléfico alguém, mesquinho e só
O Perdão liberando, expurga a Mágoa!